nav-logo
Compartilhe

    Esporotricose humana: o que você sabe sobre essa doença?

    A esporotricose é transmitida pelo contato com animais ou matérias orgânicas infectados com o fungo Sporothrix

    Fonte: Dra. Luisa Frota ChebaboMédica infectologista da rede DasaPublicado em 11/12/2023, às 15:44 - Atualizado em 12/12/2023, às 11:04

    Esporotricose

    Uma micose que pode afetar animais e humanos. A esporotricose é causada por um fungo que se manifesta com lesões na pele, podendo até se disseminar pelas articulações e pulmões. 

    A boa notícia é que a doença tem cura. Continue a leitura e saiba o que é essa condição, como são os sintomas e o tratamento.  

    O que é esporotricose? 

    Esporotricose é uma doença causada por fungos do gênero Sporothrix, que são encontrados no meio ambiente e podem infectar animais e humanos. 

    Agendar consulta on-line

    Quais são os sintomas de esporotricose em pessoas? 

    A esporotricose pode se manifestar de diferentes formas no ser humano.  

    A forma mais comum é a linfocutânea, ou seja, que se manifesta com o surgimento de lesões de pele ulceradas ou nodulares. Estas geralmente aparecem nas extremidades do corpo ou no rosto, e podem vir associadas ao aumento dos linfonodos, estruturas do corpo que filtram substâncias nocivas.  Além disso, também podem ocorrer outras manifestações, como: 

    • Febre; 
    • Mal-estar; 
    • Surgimento de lesões em mucosas; 
    • Disseminação do fungo para articulações e pulmão.

    Como a esporotricose é transmitida? 

    A transmissão ocorre pelo contato com animais ou matérias orgânicas infectados com o fungo Sporothrix. Acidentes com espinhos ou vegetais em decomposição, por exemplo, podem transmitir o fungo.  

    Já os animais infectados podem transmitir a doença por meio de arranhadura, mordedura ou por meio do contato com secreções respiratórias ou de lesões, sendo gato o animal mais comumente transmissor dessa doença. 

    Vale ressaltar que também existe tratamento para os animais. Sendo assim, recomenda-se o encaminhamento ao veterinário para evitar que ocorra a dispersão do fungo. 

    Como é feito o diagnóstico? 

    O diagnóstico pode ser clínico-epidemiológico, ou seja, aliando os sinais e sintomas do paciente com história de possível exposição ao fungo.   

    No entanto, a confirmação do diagnóstico se dá pelo crescimento do fungo Sporothrix em cultura, ou seja, por meio da análise de material coletado da lesão. 

    Esporotricose humana tem cura? 

    Sim. Primeiramente, a esporotricose deve ser tratada com antifúngicos e, geralmente, atinge a cura após alguns meses.  

    De qualquer forma, o paciente deve permanecer em acompanhamento médico regular para definir o tempo de tratamento. 

    Como é feito o tratamento? 

    O tratamento é feito com medicações antifúngicas. Para formas graves da doença pode ser realizado antifúngico venoso. O tempo de tratamento irá depender da gravidade de cada caso.  

    Qual médico procurar? 

    O indivíduo com suspeita de esporotricose deve procurar um infectologista ou um dermatologista para realização do diagnóstico e prescrição do tratamento. 

    Agendar consulta on-line

    Encontrou a informação que procurava?
    nav-banner

    Veja também