nav-logo
Compartilhe

    Escarlatina: doença infecciosa é mais comum em crianças

    Condição gera manchas vermelhas na pele

    Por Tiemi OsatoPublicado em 06/09/2023, às 17:33 - Atualizado em 22/11/2023, às 09:16

    escarlatina

    Fonte: Dra. Sumire Sakabe, médica infectologista do Hospital Nove de Julho 

    Na maioria das vezes, a escarlatina acomete crianças em idade escolar. Essa é uma doença que surge em função da hipersensibilidade do paciente a substâncias liberadas por uma bactéria no organismo. 

    O que é escarlatina?  

    A escarlatina é uma doença infecciosa caracterizada por uma erupção cutânea avermelhada e difusa (também conhecida como rash eritematoso difuso). Esse quadro é uma reação tardia do corpo à faringoamigdalite, uma infecção aguda de faringe, amígdalas ou ambas. 

    Fazer consulta online

    O que causa escarlatina?  

    A escarlatina ocorre quando o indivíduo está com a faringe infectada pela bactéria Streptococcus tipo A e tem uma reação de hipersensibilidade a substâncias produzidas por esse agente bacteriano. 

    A transmissão do Streptococcus tipo A acontece pelo contato com gotículas de saliva ou secreções de pessoas infectadas — sendo que estas podem ou não apresentar sintomas. 

    Quais são os sintomas de escarlatina?  

    Geralmente, essa doença se inicia com febre e dor de garganta. 

    Em seguida, o paciente com escarlatina passa a apresentar manchas vermelhas na pele 

    Essas manchas costumam aparecer primeiro na virilha e nas axilas. Depois, acometem rapidamente outras partes do corpo: tronco, membros inferiores e superiores, face (ao redor da boca, porém, há palidez) e língua (que também fica inchada e com as papilas gustativas bem aparentes). 

    Foto de língua criança com escarlatina

    Como é feito o diagnóstico?  

    O diagnóstico de escarlatina é clínico, podendo ser confirmado pela detecção do Streptococcus tipo A em orofaringe por teste rápido ou cultura. 

    Quais são os riscos da doença?  

    A escarlatina pode levar a: 

    • Choque (uma emergência médica na qual há baixo fluxo sanguíneo); 
    • Glomerulonefrite (um tipo de lesão no rim); 
    • Febre reumática (uma doença inflamatória que pode afetar as articulações, o coração, o cérebro e a pele). 

    Vale ressaltar, no entanto, que essas complicações não são frequentes. 

    Tratamento para escarlatina   

    O tratamento para escarlatina é feito por meio de antibióticos. O tempo de duração do tratamento varia conforme a medicação utilizada. Por exemplo: a penicilina benzatina é administrada em dose única, enquanto a amoxicilina deve ser tomada ao longo de alguns dias. 

    Fazer consulta online

    Encontrou a informação que procurava?
    nav-banner

    Veja também

    Consulte um clínico geral agoraFazer consulta online