nav-logo
Compartilhe

    Retossigmoidoscopia: para que serve e como é feito o exame

    Procedimento é indicado para avaliar condições de saúde que afetam o final do intestino grosso

    Fonte: Dr. Daniel BaptistaMédico GastroenterologistaPublicado em 04/01/2024, às 09:37 - Atualizado em 04/01/2024, às 11:30

    retossigmoidoscopia

    Agendar exame 

    O intestino grosso (ou cólon) é um órgão vital no sistema digestivo e é dividido em diversas partes. A retossigmoidoscopia é um exame indicado para avaliar sua parte final, ou seja, reto e o cólon sigmoide.   

    Bastante semelhante a colonoscopia, o exame é simples e pode avaliar sintomas, como sangramentos retais e diarreias, e identificar condições de saúde que afetam o intestino grosso, como o câncer colorretal. 

    A seguir, veja detalhes como quais são os tipos de retossigmoidoscopia, quando é indicada e se é preciso realizar um preparo específico antes do exame.  

    O que é retossigmoidoscopia?  

    A retossigmoidoscopia é um exame indicado para avaliar a parte final do intestino grosso, incluindo o reto e o cólon sigmoide, uma parte específica do órgão localizada entre o reto e o cólon descendente.  

    O procedimento é realizado por meio de um instrumento chamado sigmoidoscópio, que é um tubo flexível com uma câmera na extremidade.   

    O sigmoidoscópio é inserido no reto e avança pelo cólon sigmoide, permitindo que o médico visualize o intestino grosso.  

    Veja abaixo os tipos de retossigmoidoscopia. 

    Retossigmoidoscopia flexível   

    A retossigmoidoscopia flexível é um procedimento médico que foca na região do reto e do cólon sigmoide. Para isso, o especialista insere um tubo flexível com uma câmera na ponta, no ânus do paciente. Trata-se de um aparelho mais moderno, ajustável e mais confortável.  

    Agendar exame 

    Retossigmoidoscopia rígida  

    Ao contrário da versão flexível, a retossigmoidoscopia rígida é realizada com um instrumento chamado retossigmoidoscópio rígido.  

    Para isso, um tubo reto e rígido equipado com uma luz e um sistema ótico na extremidade é inserido pelo ânus e avança pelo reto até o cólon sigmoide.   

    O exame permite a visualização direta da mucosa intestinal, possibilitando a identificação de diversas doenças que afetam a região.   

    Retossigmoidoscopia com biópsia  

    A retossigmoidoscopia com biópsia combina a visualização direta do reto e da porção distal do cólon sigmoide com a coleta de pequenas amostras de tecido para análise microscópica, conhecidas como biópsias.  

    Nesse caso, o médico introduz o retossigmoidoscópio pelo ânus e avança pelo reto e cólon sigmoide. Enquanto visualiza a mucosa intestinal, pode identificar áreas suspeitas, como lesões, inflamações ou outras anormalidades.

    Dessa forma, realiza uma biópsia que é enviada para análise laboratorial para detectar possíveis patologias, como câncer ou inflamação crônica.  

    Quando a retossigmoidoscopia é indicada?  

    A retossigmoidoscopia pode ser indicada para diagnosticar diversas condições de saúde que afetam a porção final do intestino grosso.  Entre elas, estão:  

    • Sangramento retal. 
    • Hemorroidas 
    • Rastreamento do câncer colorretal. 
    • Avaliar quando há sintomas como diarreia persistente, perda de peso inexplicável, constipação ou alterações no formato ou consistência das fezes. 
    • Doenças inflamatórias intestinais, como retocolite ulcerativa ou doença de Crohn. 
    • Avaliação de pólipos, lesões, hemorroidas e úlceras.  

    Qual é a diferença entre retossigmoidoscopia e colonoscopia?  

    Tanto a colonoscopia quanto a retossigmoidoscopia avaliam o intestino grosso para verificar a presença de possíveis infecções, pólipos ou tumores. A finalidade dos exames é bastante parecida, mas cada um examina uma parte específica do intestino.  

    Enquanto a retossigmoidoscopia concentra-se na porção inferior do cólon (incluindo o reto e o cólon sigmoide), a colonoscopia examina todo o cólon, desde a parte inicial, o ceco e o cólon ascendente, até o reto. 

    Além disso, o preparo para colonoscopia é geralmente mais intenso, pois envolve a limpeza completa de todo o cólon para uma melhor visualização, enquanto a retossigmoidoscopia exige uma preparação mais leve.  

    Como é o preparo para a retossigmoidoscopia?  

    Geralmente, não é necessário realizar jejum absoluto ou uma dieta especial na véspera. Porém, recomenda-se manter uma alimentação leve no dia do exame, de preferência líquida.   

    É preciso realizar uma limpeza do final do intestino grosso para facilitar a visualização do exame, introduzindo-se um supositório com laxante no ânus algumas horas antes do procedimento.  

    Como o exame é feito?  

    O exame de retossigmoidoscopia é simples e dura aproximadamente 15 minutos, podendo ser feito em ambulatório ou no hospital. Não é necessário sedação ou internação.   

    O médico introduz, pelo ânus, o aparelho que contém uma câmera na ponta e uma fonte de luz para observar o trajeto e, eventualmente, facilitar a realização de biópsias.   

    Assim, o médico pode examinar a mucosa do reto e do cólon sigmoide. O procedimento é guiado pela visualização direta das imagens capturadas pela câmera na extremidade do instrumento. 

    É comum que o paciente sinta algum desconforto ou pressão durante o procedimento, mas a  maioria dos pacientes tolera bem.  

    Retossigmoidoscopia: preço e onde fazer  

    Para consultar preços, obter mais informações sobre exames e localizar o laboratório mais próximo da sua região, basta acessar o Nav 

    Agendar exame 

    Encontrou a informação que procurava?
    nav-banner

    Veja também

    Escolha o dia, horário e onde fazerAgendar exame