nav-logo
Compartilhe

    Sangramento de escape: o que pode ser?

    Se for acompanhado de cólicas, o sangramento de escape pode estar associado a miomas, pólipos e endometriose

    Fonte: Dr. Jaime Kulak JuniorGinecologista e assessor médico da DasaPublicado em 28/11/2023, às 14:18 - Atualizado em 30/11/2023, às 18:03

    sangramento de escape

    O sangramento de escape pode ser resultado de vários fatores. Nem sempre ele é motivo de preocupação, mas há situações nas quais é especialmente importante contar com uma avaliação médica. 

    O que é sangramento de escape?  

    O sangramento de escape ou spotting é um sangramento de pequeno volume, geralmente com aspecto de “borra de café”, que aparece entre as menstruações.  

    Ele pode ter diversas causas. Algumas das mais comuns incluem: 

    • Uso de contraceptivos hormonais; 
    • Troca de anticoncepcionais hormonais; 
    • Utilização do DIU; 
    • Início da gestação. 

    Agendar consulta online

    Quantos dias o sangramento de escape pode durar?  

    A duração do sangramento de escape é variável. Mas, normalmente, não ultrapassa dois ou três dias. 

    Sangramento de escape tomando anticoncepcional: o que pode ser?  

    O sangramento de escape pode acontecer devido ao próprio uso do anticoncepcional ou à troca de uma dosagem por outra. 

    Ele também pode ser consequência do uso irregular do contraceptivo (ou seja, não o tomar no dia e no horário corretos). 

    Sangramento de escape com cólica é perigoso?  

    Em algumas situações, o sangramento de escape com cólica pode ter relação com miomas, pólipos ou endometriose. 

    Essas condições não necessariamente representam um risco à saúde, mas podem afetar a qualidade de vida das pacientes e devem ser investigadas. 

    Sangramento de escape pode ser gravidez?  

    Sim, o sangramento de escape pode estar associado ao início de uma gravidez. É comum que a nidação (processo de implantação do embrião no útero) gere um pequeno sangramento amarronzado e levemente espesso. 

    No entanto, se o sangramento aumentar, é fundamental consultar um médico. 

    Quando procurar um médico?  

    Em geral, é importante procurar um ginecologista se o sangramento de escape: 

    • For frequente; 
    • Durar mais tempo do que o normal; 
    • Apresentar aspecto vermelho vivo; 
    • Surgir acompanhado de dor. 

    Como é feito o diagnóstico?  

    A investigação inicial do sangramento de escape costuma envolver: 

    • Anamnese (procedimento no qual o médico faz uma série de perguntas sobre queixas e histórico de saúde ao paciente); 
    • Exame físico; 
    • Outros exames, como ultrassonografia transvaginal. 

    Agendar consulta online

    Encontrou a informação que procurava?
    nav-banner

    Veja também