nav-logo
Compartilhe

    Ressaca: como combater os sintomas?

    Beber bastante água e se alimentar bem estão na lista

    Fonte: Dra. Natalia TrevizoliMédica hepatologista do Hospital BrasíliaPublicado em 22/12/2023, às 18:21 - Atualizado em 26/12/2023, às 09:34

    ressaca

    Dor de cabeça, enjoo e cansaço extremo. Quem já teve ressaca sabe que estes são apenas alguns dos sintomas.  Embora beber com moderação seja o melhor caminho para evitá-la, existem algumas maneiras de combater os sintomas e até prevenir essa condição. Continue a leitura e saiba mais. 

    O que é ressaca? 

    A ressaca é pode ser classificada como um conjunto de sintomas que ocorrem após a ingestão excessiva de álcool. Isso ocorre porque o corpo precisa se esforçar para absorver e processar o álcool, o que acaba sobrecarregando todos os órgãos envolvidos nesse processo, sendo o fígado o mais afetado. Esse órgão desempenha um papel crucial na produção das enzimas responsáveis por metabolizar o etanol. 

    Agendar consulta on-line

    O que acontece com o corpo durante a ressaca? 

    O corpo passa por um processo de desintoxicação após a ingestão de álcool. Mas, antes de seguirmos, vale explicar que, quando consumimos alimentos, bebidas ou medicamentos, eles são digeridos, absorvidos e, em seguida, metabolizados pelo fígado.   

    Mas o fígado não possui uma enzima direta para neutralizar o álcool. Em vez disso, ele converte o álcool em acetaldeído e, posteriormente, em ácido acético, que é um metabólito não tóxico e inofensivo.  

    No entanto, o acetaldeído é uma substância ainda mais tóxica que o próprio álcool. Portanto, durante o tempo em que o fígado está convertendo o acetaldeído em ácido acético, o corpo lida com a presença de duas substâncias tóxicas, causando, assim, a ressaca. 

    Quais são os sintomas de ressaca? 

    Os sintomas de ressaca incluem:  

    • Dor de cabeça; 
    • Desidratação; 
    • Enjoo; 
    • Diarreia; 
    • Cansaço extremo; 
    • Hipoglicemia, ou seja, a queda do açúcar no sangue, especialmente se o excesso de álcool for ingerido em jejum; 
    • Em alguns casos, gastrites agudas e até hepatites alcoólicas (inflamação do fígado causada pelo consumo excessivo de álcool).

    Quanto tempo dura a ressaca? 

    A duração da ressaca varia de pessoa para pessoa e depende de vários fatores, como a quantidade de álcool consumida, o peso, o sexo e o metabolismo individual. Geralmente, leva até 12 horas para que o corpo elimine completamente o álcool. 

    Como curar a ressaca? 

    A ressaca não tem cura. Portanto, não existe remédio que impeça a intoxicação causada pela ingestão de álcool. Os analgésicos, antiácidos ou anti-histamínicos só ajudam a diminuir o mal-estar.

    Você ainda pode tentar amenizar os sintomas da ressaca bebendo muita água ou água de coco. Se não estiver bem, faça refeições leves e prefira alimentos que ajudem na reposição de líquido, como as frutas.  

    Alimentos como embutidos, carnes vermelhas e frituras devem ser evitados, uma vez que são mais difíceis de digerir e podem facilitar vômitos e azia. Por fim, utilize o período para descansar.  

    Remédio para ressaca: pode tomar? 

    Em primeiro lugar, é importante que você saiba que não há evidências sólidas que confirmem a eficácia de produtos que se autodenominam “hepatoprotetores”. Vendidos em farmácias ou preparados por manipulação, eles prometem proteger o fígado dos efeitos prejudiciais do álcool.  

    Os produtos fitoterápicos e suplementos alimentares, tidos como naturais, podem, na verdade, representar riscos para a saúde hepática devido ao seu potencial de causar danos ao fígado.

    Esses riscos podem ser ainda maiores quando esses produtos são combinados com o consumo de álcool. 

    Dicas para prevenir a ressaca 

    Evitar consumo excessivo de álcool: o consumo de forma moderada é o ideal para prevenir a ressaca. Saiba que o álcool em excesso, mesmo que somente nos fins de semana, também pode ser prejudicial à saúde.  

    Beber de forma responsável: isto inclui alternar bebidas alcoólicas com água ou outras bebidas não alcoólicas.  

    Alimentação adequada: opte por alimentos ricos em proteínas e carboidratos antes de começar a beber. Esses alimentos ajudam a retardar a absorção do álcool pelo intestino, permitindo que o fígado tenha mais tempo para metabolizar o álcool consumido.  

    Hidrate-se: beba bastante água antes, durante e após o consumo de bebida alcoólica. Isso porque o álcool pode causar desidratação, o que piora os sintomas da ressaca. 

    LEIA TAMBÉM: Atitudes para diminuir o consumo de álcool 

    Quando procurar um médico? 

    Um médico deve ser consultado nas seguintes situações: 

    • Quando experimentar sintomas graves ou duradouros após a ingestão de álcool. 
    • Se houver suspeita de que a pessoa tenha uma doença crônica relacionada ao álcool, seja devido a sintomas específicos ou à quantidade de álcool consumida e ao tempo de uso. 
    • Quando houver sinais de abuso ou dependência de álcool, o que pode incluir comportamentos problemáticos ou compulsivos.

    Agendar consulta on-line

    Encontrou a informação que procurava?
    nav-banner

    Veja também